Calderón assina acordos bilaterais em visita à China

Pequim, 11 jul (EFE).- O presidente do México, Felipe Calderón, assinou hoje durante sua primeira visita à China sete acordos com o gigante asiático, entre eles um protocolo veterinário para o comércio de carne de porco e um tratado de extradição.

EFE |

A secretária de Relações Exteriores mexicana, Patricia Espinosa, e o de Economia, Eduardo Sojo, assinaram os respectivos acordos com os funcionários chineses responsáveis por cada setor.

Outros dois documentos incluem a cooperação técnica sobre assistência e bem-estar social e um programa de cooperação para o período 2008-2010 entre o Escritório de Alívio da Pobreza do Conselho de Estado chinês (Executivo) e a Secretaria de Desenvolvimento Social do México.

Além disso, foi firmado um acordo entre China e México para a promoção e a proteção recíproca de investimentos.

Na delegação mexicana que viajou à China também estão a primeira-dama, Margarita Zavala, o chefe do Estado-Maior, Javier Castillo, e o coordenador de Comunicação Social da Presidência, Maximiliano Cortázar, além de legisladores e empresários.

"A China será a maior potência econômica do mundo em alguns anos, e o México provavelmente será a quinta maior potência econômica mundial. O desenvolvimento do México será beneficiado pela troca comercial e diplomática com a China", disse Calderón em seu primeiro encontro com o presidente chinês, Hu Jintao.

Os dois presidentes almoçaram juntos depois da assinatura dos acordos, e está previsto que Calderón visite a Cidade Proibida, antes de uma reunião a portas fechadas com o primeiro-ministro Wen Jiabao. EFE mz/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG