Calderón afirma que não dará trégua na guerra ao tráfico

O presidente mexicano, Felipe Calderón, afirmou na noite de segunda-feira que não dará trégua no combate ao narcotráfico e celebrou o meticuloso trabalho de inteligência que resultou na semana pasada na morte de Arturo Beltrán Leyva, um dos três traficantes mais procurados do país.

AFP |

"Nesta luta contra o crime, não haverá trégua", afirmou Calderón, que é criticado pela oposição pelo confronto aberto ao narcotráfico, que provocou mais de 15.000 mortes desde 2006, especialmente nos estados da fronteira com os Estados Unidos.

Em um discurso no estado de Michoacán (oeste), particularmente afetado por ações muito violentas do cartel de "La Familia", Calderón defendeu a estratégia do governo.

"Seguiremos fazendo, porque nosso objetivo supremo é fazer com que a justiça legítima do Estado de Direito prevaleça", destacou,

Calderón qualificou a morte de Beltrán Leyva de "golpe em uma das organizações criminosas mais perigosas do México e da América, fruto do esforço conjunto de todas as forças federais e de de um meticuloso trabalho de inteligência".

str-hov/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG