Calcutá lembra aniversário de morte da Madre Teresa

Nova Délhi - A cidade indiana de Calcutá lembra hoje com orações e velas a fundadora da congregação das Missionárias da Caridade, Madre Teresa, quando se completam onze anos de sua morte.

EFE |

Esta manhã foi celebrada uma missa em sua honra oficiada pelo arcebispo de Calcutá, Lucas Sirkar, na sede das Missionárias da Caridade, informou a agência "Ians".

O túmulo da Madre Teresa, situada na "Mother House" (Casa Madre), como se conhece o centro da congregação, foi decorado com flores e velas.

"Milhares de devotos da mãe de toda a Índia virão prestar homenagem hoje. Atenderemos a eles e rezaremos juntos. Além disso, será oferecida uma refeição especial para os pobres em Calcutá", disse uma das irmãs da congregação.

Está previsto que ao entardecer aconteçam em Calcutá procissões nas quais os participantes carregarão velas acesas.

Madre Teresa de Calcutá, de origem albanesa, morreu no dia 5 de setembro de 1997, aos 87 anos, em seu quarto da sede das Missionárias da Caridade, que tinha fundado em 1950.

O que em princípio foi uma pequena congregação que ajudava os mais pobres de Calcutá se transformou em uma rede que conta com cerca de 4.500 religiosas que trabalham em mais de 130 países, onde têm 710 casas dedicadas a assistir aos pobres e doentes.

Madre Teresa foi beatificada em 2003, depois que o Vaticano reconheceu como um milagre a cura de um tumor no abdômen de uma mulher indiana.

O processo de canonização para declará-la santa ainda está em trâmite, faltando a confirmação de um segundo milagre.

Leia mais sobre: Madre Tereza

    Leia tudo sobre: madre teresa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG