Caixas-pretas do avião de Madri são enviadas ao Reino Unido

As duas-caixas pretas do avião MD-82 que caiu no dia 20 de agosto em Madri, em um acidente que deixou 154 mortos, foram enviadas ao Reino Unido, onde os dados estão sendo analisados, anunciou nesta terça-feira o chefe da comissão de investigação espanhola.

AFP |

"As duas caixas-pretas foram enviadas já na tarde de sexta-feira ao Reino Unido" para serem examinadas em Farnborough pelos laboratórios do órgão britânico de investigação sobre os acidentes aéreos.

As autoridades espanholas decidiram enviar as caixas-pretas a estes laboratórios porque "era o melhor destino possível" para garantir um exame acurado, uma vez que as caixas estão danificadas, declarou Francisco Soto, o secretário-geral da comissão de investigação espanhola dos acidentes da aviação civil.

As duas-caixas pretas do aparelho da companhia Spanair foram recuperadas no dia do acidente, mas "haviam sido danificadas pelo impacto e pelas chamas", frisou Soto.

Francisco Soto se recusou a especular sobre as causas do acidente, o mais grave na Espanha em 25 anos, e fez um "apelo à prudência" à imprensa.

Em 20 de agosto, um MD-82 da Spanair caiu logo depois da decolagem, deixando 154 mortos e 18 feridos. Ele devia fazer a ligação entre Madri e Las Palmas, no arquipélago das Canárias.

A caixa-preta é um sistema blindado que registra as mensagens trocadas entre tripulantes de aeronaves e órgãos de controle de vôo, além de gráficos das reações aerodinâmicas da aeronave em vôo. É colocada, em geral, na empenagem, para facilidade de resgate em caso de acidente e constitui subsídio valioso para elucidação de suas causas.

fz/yw/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG