Nova York, 19 jan (EFE).- As gravações das caixas-pretas do avião da US Airways que fez um pouso forçado no rio Hudson, em Nova York, confirmaram que um grupo de pássaros bateu contra o Airbus 320, de acordo com fontes do Comitê Nacional de Segurança no Transporte (NTSB, em inglês) dos Estados Unidos.

Após ouvir as gravações do momento do acidente, os investigadores revistaram hoje minuciosamente a cabine dos pilotos e um dos motores da aeronave, informou Kitty Higgins, membro do NTSB.

Na quinta-feira passada, o Airbus 320 da US Airways, com 150 passageiros e cinco tripulantes a bordo, foi obrigado a fazer um pouso de emergência no rio Hudson, no oeste de Manhattan, após ser atingido por aves e, devido ao impacto, os motores terem parado.

Um investigador citado hoje pela imprensa americana informou que a voz do piloto Chesley "Sully" Sullenburger "era tranquila" nas gravações.

A habilidade de Sullenburger, de 57 anos e ex-piloto da Força Aérea americana, evitou o que poderia ter sido uma catástrofe, pois só alguns dos passageiros ficaram feridos levemente na manobra e outros foram atendidos com hipotermia devido às baixas temperaturas do rio Hudson.

Na sexta-feira, as autoridades recuperaram as caixas-pretas do voo do A320 e, durante o fim de semana, o NTSB confirmou que a aeronave se deparou com pássaros, pouco após sair do aeroporto nova-iorquino de LaGuardia com destino a Charlotte, Carolina do Norte. EFE emm/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.