Cai número de norte-americanos mortos em combate no Iraque

Por Mohammed Abbas BAGDÁ (Reuters) - O número de soldados norte-americanos mortos em combate no Iraque caiu neste mês, fazendo do mês de julho o mês com menos baixas desde a invasão do Iraque, em 2003.

Reuters |

Cinco soldados dos Estados Unidos foram mortos em combate no Iraque até agora em julho, contra 66 no mesmo mês do ano passado, de acordo com o site independente icasualties.org, que contabiliza as baixas entre soldados norte-americanos no conflito.

A queda assinala a diminuição drástica da violência no Iraque, para níveis inéditos desde o começo de 2004.

O envio de mais tropas dos Estados Unidos ao Iraque no ano passado, a decisão de líderes tribais sunitas de se voltar contra a Al Qaeda e um cessar-fogo imposto pelo clérigo xiita Moqtada al-Sadr à sua milícia Exército Mehdi são alguns dos fatores responsáveis pela redução da violência.

O número de mortos em combate foi de 23 em junho e 15 em maio, segundo o site icasualties.

No total de julho, nove soldados norte-americanos morreram no Iraque. Os outros quatro não morreram em combate, mas nos incidentes não-hostis, como acidentes.

O total de mortos entre os militares dos Estados Unidos foi de 29 em junho e de 19 em maio, considerando os eventos não-hostis.

Os números contrastam com os do conflito no Afeganistão, onde mais soldados morreram em maio e em junho, em comparação com o Iraque. Há 144 mil militares norte-americanas no Iraque e 36 mil no Afeganistão.

Cerca de 4.120 soldados norte-americanos morreram no Iraque desde a invasão. No Afeganistão, foram 561 desde que o governo Talibã caiu, em 2001.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG