Washington, 14 abr (EFE) - A taxa de gravidez entre mulheres com menos de 25 anos caiu 5% entre 1990 e 2004, e o número de abortos diminuiu 24% no mesmo período, segundo um relatório divulgado hoje pelos Centros para o Controle e Prevenção de Doenças (CDC). Em comunicado, o órgão indicou que cerca de 38% das gravidezes em 2004 foram registradas em mulheres com menos de 25 anos, uma queda em relação aos 43% de 1990. Enquanto isso, entre as jovens abaixo dos 20 anos a taxa de gravidez diminuiu de 15% para 12% no mesmo período analisado pelas autoridades. O relatório, elaborado pelo Centro Nacional de Estatísticas de Saúde do CDC, indicou ainda que em 2004 houve um total de cerca de 6,4 milhões de gravidezes entre mulheres de todas as idades. Esse número incluiu 4,11 milhões de nascimentos, 1,22 milhão de abortos provocados, e 1,06 milhão de perda de fetos, seja porque ele nasceu morto ou por abortos espontâneos, indicou o relatório. Segundo Stéphanie Ventura, diretora do escritório de Estatísticas sobre Reprodução, houve muita pouca mudança nos números de nascimentos e perda de fetos entre 1990 e 2004. No entanto, o número de abortos caiu 24% no mesmo período, acrescentou Ventura. Ela não especificou os fatores que contribuíram para esta queda.

No entanto, o relatório assinala que 45% das 6,4 milhões de gravidezes em 2004 ocorreram entre mulheres solteiras. O número de gestações dentro desse grupo aumentou de 2,7 milhões em 1990 a mais de 2,8 milhões em 2004.

As autoridades do CDC calculam que a este ritmo as americanas em geral terão, em média, 3,2 gravidezes durante seu período fértil.

Entre as brancas, a taxa de gravidez será de 2,7, em comparação com 4,2 entre negras e hispanas.

Cerca de 75% das gravidezes entre mulheres casadas culminaram em um parto normal em 2004, enquanto 19% terminaram com a perda do bebê, e 6% em abortos.

A taxa de abortos entre as mulheres brancas foi de 12%, enquanto entre as de raça negra foi de 37%, e entre as hispanas, de 19%, de acordo com o CDC. EFE mp/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.