Cai apoio a 2a reeleição de Uribe na Colômbia, diz pesquisa

BOGOTÁ (Reuters) - O apoio dos colombianos a uma segunda reeleição imediata do presidente Álvaro Uribe caiu para 54 por cento enquanto sua popularidade continua perto dos 70 por cento, mostrou uma pesquisa nesta segunda-feira. O aval a uma eventual reeleição enfraqueceu num momento em que milhares de colombianos têm sido afetados por uma fraude de centenas de milhões de dólares cometida por empresas ilegais de captação de dinheiro.

Reuters |

O resultado da pesquisa foi publicado uma semana após uma comissão legislativa aprovar o primeiro de quatro relatórios de uma proposta de referendo que autoriza a reeleição de Uribe a partir de 2014, e não de 2010, como buscavam os apoiadores da iniciativa.

No entanto, alguns parlamentares e especialistas em direito constitucional garantiram que é possível reformular o texto aprovado na primeira de quatro estâncias para que Uribe possa disputar um terceiro mandato consecutivo.

A pesquisa encomendada pelo instituto Invamer Gallup mostrou que 54 por cento dos colombianos aprovam um terceiro mandato de Uribe, enquanto 41 por cento se opõem.

O apoio a reeleição de Uribe vem caindo desde julho, quando atingiu a marca de 74 por cento, depois da chamada "Operação Jaque" do Exército colombiano, que resgatou a ex-candidata presidencial Ingrid Betancourt, três norte-americanos e 11 funcionários das Forças Armadas.

A analista política da Universidad Javeriana Consuelo Ahumada disse que os recentes escândalos como as execuções extrajudiciais de jovens que o Exército afirmou pertecerem a grupos rebeldes mortos em um conflito contribuíram para a redução do apoio a reeleição de Uribe.

A revista Semana interpretou os resultados da pesquisa como "os colombianos continuam querendo Uribe, no entanto, cada vez mais eles o querem só até 2010".

Uribe ainda não declarou que está interessado em disputar um terceiro mandato consecutivo após sua eleição em 2002.

A pesquisa ouviu 800 entrevistados e sua margem de erro é de 3,5 pontos.

(Reportagem de Luis Jaime Acosta)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG