Caça-talentos transformam internet em casting global

Diretores para adaptar A Bruxa de Portobello, de Paulo Coelho, ou alguns dos dançarinos da nova turnê da Madonna são demonstrações das contratações realizadas pela internet, uma tendência que faz os aspirantes sonharem e barateia os custos de produção.

EFE |

Termina hoje o prazo para que produtores mais ou menos experientes coloquem no YouTube suas propostas para adaptar para o cinema um dos sucessos editoriais do autor de "O Alquimista", e os resultados do concurso serão divulgados em 24 de agosto.

O escritor já reconheceu em entrevista para a Agência Efe as vantagens deste casting global através da internet: "É uma via barata, mas profissional e elegante" de realizar o projeto, no qual, além disso, se cria "uma oportunidade especial para explorar a tecnologia para fazer arte".

Levando-se em consideração que são seis os narradores do livro, serão seis os ganhadores do concurso que receberão um prêmio de 3 mil euros cada, e a "fase de filmagem" do filme será uma pechincha: 18 mil euros.

Além disso, a trilha sonora será disputada no MySpace por um preço de 1.500 euros.

Madonna, que demonstrou amplamente seu faro para os negócios e para os novos talentos, também percebeu no YouTube um meio para a busca de boas idéias para sua nova turnê, "Sticky and Sweet Tour".

Através deste portal, a "rainha do pop" descobriu os dançarinos japoneses do grupo Hamutsun Serve, muito conhecidos em seu país por sua dança, "animation dance", e os apresentou para seu público no videoclipe "4 Minutes To Save The World", com Justin Timberlake.

O ex-membro do 'N Sync seguiu o mesmo caminho. Ao estrear seu próprio selo fonográfico, Tennman Records, no ano passado, ele apostou em uma dinamarquesa de dezoito anos chamada Esmee Denters, descoberta por Timberlake no mesmo portal de vídeos na rede e que agora abrirá seis dos shows da turnê dele.

A cantora tinha conseguido popularidade online graças aos seus vídeos, nos quais interpretava canções de Beyoncé, Alanis Morrisette e Alicia Keys, que chegaram a ser vistos por 21 milhões de pessoas.

"Não há palavras suficientes para explicar o que sinto. Tenho que agradecer ao YouTube e aos seus visitantes por me terem dado a oportunidade de mostrar ao mundo minha voz, e também agradeço ao Justin, um dos maiores artistas do mundo, por acreditar em mim e fazer com que meus sonhos se tornassem realidade", disse Denters.

Já no Brasil, através da rede social Orkut foram encontrados novos talentos como Natália Aderle, eleita Miss este ano, assim como Laura Neiva, que protagonizará, aos seus quatorze anos, o aguardado filme de Heitor Dhália "À deriva", no qual contracena com o ator francês Vincent Cassel.

O diretor de casting do filme, Chico Acioly, assegurou então que na internet "é muito mais prático" escolher talentos.

Outras páginas com perfis pessoais popularizaram fenômenos de vendas como Mika, Lily Allen e Artic Monkeys.

Mas nem tudo são rosas, a internet está agora infestada de exibições de aspirantes de todo o mundo com mais ou menos aptidão que dificultam a busca pelos verdadeiros talentos ocultos.

Este fato foi demonstrado quando o YouTube ofereceu a possibilidade de entrevistar online os Rolling Stones, uma alta porcentagem dos vídeos enviados não foram perguntas, mas tentativas de promover as - em sua maioria - duvidosas capacidades vocais dos internautas.

    Leia tudo sobre: internet

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG