Bush tenta diminuir especulação sobre possível ataque israelense ao Irã

Washington, 2 jul (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, George W.

EFE |

Bush, e o chefe do Estado-Maior Conjunto do país, o almirante Mike Mullen, disseram hoje, em uma tentativa de diminuir a especulação sobre um possível ataque israelense ao Irã, que a solução para o conflito com a nação islâmica é a diplomacia.

Bush e Mullen não descartaram uma ação armada dos EUA contra o Irã, como é a política de seu país, mas também falaram de diplomacia, cooperação e negociações.

"Sempre disse que todas as opções estão sobre a mesa, mas a primeira opção para os EUA é resolver o problema diplomaticamente", afirmou Bush em coletiva de imprensa no jardim da Casa Branca.

Poucos minutos depois, no Pentágono, o almirante Mullen foi mais específico sobre os perigos desse tipo de ação militar.

"Praticamente qualquer passo nessa parte do mundo é uma passagem de grande risco", disse Mullen, que se manifestou a favor da continuação da pressão econômica e diplomática para obrigar o Irã a suspender seu programa nuclear.

Declarações recentes de funcionários anônimos americanos e israelenses e um amplo exercício militar realizado pela Força Aérea israelense no mês passado intensificaram os rumores de que um ataque similar contra o Irã estaria sendo preparado.

Ali Akbar Velayati, principal assessor para política externa do líder supremo iraniano, aiatolá Ali Khamenei, disse hoje que aposta em "um compromisso" no conflito entre seu país e a comunidade internacional, em um texto publicado pelo jornal francês "Libération".

Ao mesmo tempo, em entrevista coletiva nas Nações Unidas, o ministro de Assuntos Exteriores iraniano, Manuchehr Mottaki, disse que percebe uma "nova atmosfera" nas negociações.

Mottaki prometeu que "logo responderá" a oferta de Europa, Estados Unidos, Rússia e China de incentivos econômicos e tecnológicos em troca da renúncia de seu país ao enriquecimento de urânio. EFE cma/rb/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG