Bush suspende veto a petróleo em alto mar nos EUA

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, anunciou nesta segunda-feira a suspensão de um veto presidencial que restringia a exploração de petróleo na costa do país.

BBC Brasil |

O fim da proibição, em vigor há quase 30 anos por motivos ambientais, poderia ajudar a diminuir a dependência americana do produto importado e diminuir os preços dos seus derivados.

A decisão de Bush, entretanto, não tem efeito prático imediato, já que uma outra ordem que impede esse tipo de exploração teria que ser derrubada pelo Congresso nacional.

Ao anunciar o fim da proibição executiva, Bush pediu o apoio dos parlamentares em Washington.

"O povo americano está vendo os números cada vez maiores nos postos de gasolina e esperando para ver o que o Congresso vai fazer", disse. "Agora, só depende do Congresso."
Golfo do México
Críticos da mudança defendida por Bush dizem que, mesmo que o Congresso acabe com a proibição, demoraria anos até que novas reservas de petróleo pudessem ser exploradas no mar e, por isso, não haveria alívio imediato nos preços.

A oposição democrata e o pré-candidato à Casa Branca do partido, Barack Obama, já manifestaram sua oposição ao fim da restrição.

Desde 1981, uma ordem do Congresso proíbe a exploração de gás e petróleo nas costas leste e oeste dos Estados Unidos e também no leste do Golfo do México.

Em outros locais, como partes do Alasca e nas regiões central e oeste do Golfo do México, ela é permitida.

O veto presidencial proibindo a exploração foi adotado em 1990, durante o governo do presidente George Bush, pai do atual presidente.

    Leia tudo sobre: busheuapetroleopetróleo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG