Tamanho do texto

Bucareste, 3 abr (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, George W.

Bush, parecia ter uma pressa especial para que se chegasse ao fim da cúpula da Otan que ocorre em Bucareste, pois hoje, pela segunda vez em dois dias, deixou a reunião sobre o Afeganistão antes do final da sessão.

Os países membros da Otan participavam de uma sessão dedicada ao Afeganistão, que começou às duas horas tarde (horário local) e se prolongava mais do que o previsto, quando Bush surpreendeu a todos se levantando e saindo.

Bush foi tão rápido ao se retirar que deixou para trás parte de sua comitiva, incluindo o grupo de jornalistas que o acompanha a todas partes.

A secretária de Estado, Condoleezza Rice, desculpou-se por ele: "O presidente esteve no evento o dia todo, e escutou todo mundo".

Outros líderes, explicou, entravam e saíam mas Bush "já estava ali o dia todo, e tinha que se preparar para os atos da noite", que incluem um jantar de gala e um evento cultural.

O secretário de Defesa, Robert Gates, tomou o bastão e assumiu a representação de Bush, permanecendo até o final da reunião.

A "fuga repentina" do presidente dos EUA já é a segunda em dois dias.

Na quarta-feira, em entrevista coletiva junto a seu colega da Romênia, Traian Basescu, em uma praia do Mar Negro, uma jornalista perguntou sobre isenções de vistos aos turistas romenos, algo de grande interesse nesse país.

Bush respondeu à pergunta e concluiu com um "muito obrigado", frase que emprega quando dá por terminada uma entrevista coletiva.

"Preparado para dar um passeio pela orla?", perguntou a seu colega em seguida, enquanto abandonava a tribuna de onde tinha falado.

"Só um momento", respondeu Basescu, ao que Bush não viu outra alternativa que voltar à sua tribuna. EFE mv/fb

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.