Bush se pronunciará na próxima semana sobre tropas no Iraque

Washington, 5 set (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, George W.

EFE |

Bush, anunciará na próxima semana sua decisão sobre a situação das tropas americanas no Iraque, após receber recentemente as recomendações do Pentágono, informou hoje a Casa Branca.

O general David Petraeus, atual principal responsável pelas forças no Iraque e novo chefe do Comando Conjunto Central, entregou recentemente seu relatório para o secretário de Defesa, Robert Gates, e para o chefe de Estado-Maior Conjunto, o almirante Mike Mullen.

Estes últimos informaram Bush na quarta-feira, por videoconferência, o seu conteúdo e enviaram a ele sua opinião a respeito.

Baseado nas recomendações de Petraeus, Gates e Mullen, o presidente estuda agora suas opções em colaboração com o Conselho Nacional de Segurança e o Congresso, explicou hoje a porta-voz da Casa Branca, Dana Perino, em sua coletiva de imprensa diária.

Bush recebe de maneira regular informação atualizada sobre o Iraque, por isso está a par da situação nesse país e não demorará muito em tomar uma decisão, segundo Perino.

De acordo com ela, o que mais preocupa o presidente é a forma pela qual ele poderia se assegurar de que os progressos quanto à segurança obtidos no Iraque não seriam colocados em perigo, para poder avançar ainda mais em direção ao "sucesso" nesse país.

Perino não deu mais detalhes sobre a decisão que Bush poderia tomar, dizendo que deixaria que o presidente fizesse seu anúncio na próxima semana.

Ainda se desconhece a data exata do anúncio de Bush, que na terça-feira pronunciará um discurso na Universidade de Defesa Nacional em Washington, e na quinta-feira participará dos atos do sétimo aniversário dos atentados de 11 de setembro.

Na mesma semana, Gates e Mullen comparecerão perante o Comitê de Serviços Armados do Congresso, o que poderia proporcionar mais informação sobre as recomendações apresentadas a Bush.

Perino descartou que o anúncio de Bush coincidiria com outro sobre o acordo bilateral que os EUA e o Iraque negociam há cinco meses para estabelecer uma definição legal sobre a permanência das tropas americanas em território iraquiano, já que em dezembro vai expirar o mandato da ONU que legaliza essa situação.

"Ainda temos algumas coisas para negociar com eles (os iraquianos)", explicou a porta-voz da Casa Branca. EFE cai/bm/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG