Bush se despede da Casa Branca em último discurso como presidente dos EUA

Em um sóbrio discurso de despedida, nesta quinta-feira, o presidente em final de mandato dos EUA, George W. Bush, celebrou a esperança e o orgulho que o presidente eleito, Barack Obama, inspira e pediu aos americanos que se unam para vencer o terrorismo e superar a crise econômica.

AFP |

"Esse é um momento de esperança e orgulho para nossa nação. E me uno a todos os americanos para lhes oferecer meus melhores desejos ao presidente eleito Obama, sua mulher Michelle e suas duas belas filhas", disse Bush.

Bush também defendeu, com veemência, as medidas adotadas por seu governo para proteger a segurança do país, após os ataques do 11 de Setembro, em Nova York e Washington, as guerras no Iraque e no Afeganistão, o furacão Katrina e o que alguns especialistas consideram como a pior crise econômica dos últimos 70 anos.

"Há coisas que faria de maneira diferente, se tivesse oportunidade", afirmou, sem entrar em detalhes. "Podem não estar de acordo com algumas duras decisões que tomei, mas espero que considerem que estava disposto a tomar essas duras decisões".

Bush reconheceu a difícil situação em que deixará o país, que inclui as duas guerras e as ameaças dos terroristas islâmicos.

"Embora nossa nação esteja mais segura do que há sete anos, a pior ameaça para o nosso povo continua sendo outro ataque terrorista", frisou.

O presidente também defendeu sua gestão da crise econômica mundial: "Todos os americanos estão juntos nisso. E, com determinação e trabalho duro, vamos restaurar nossa economia".

Sem admitir algum erro específico, Bush reconheceu que, "como todos os que estiveram no governo, tive contratempos".

Nesta sexta, Bush e a primeira-dama, Laura, visitarão pela última vez a residência presidencial de Camp David, junto com as filhas Jenna e Bárbara.

ok/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG