Bush reduz para 1 ano permanência de soldados no Iraque

WASHINGTON - O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, cogitou nesta quinta-feira, dia em que celebrou a queda dos níveis de violência no Iraque e diminuiu o período de estadia dos soldados norte-americanos naquele país, a possibilidade de retirar ainda mais militares do país.

Reuters |

Bush, ao discursar na Casa Branca, disse que o número de episódios violentos no Iraque havia caído para seus menores patamares desde a primavera de 2004 (março a maio no Hemisfério Norte) e que as conquistas realizadas ali demonstravam um certo 'grau de durabilidade'.

'Estamos agora em nosso terceiro mês consecutivo de níveis de violência mantendo-se permanentemente reduzidos', afirmou o presidente.

O número de soldados norte-americanos mortos em combate no Iraque despencou em julho e o total desse mês deve ser o menor desde que os EUA lideraram a invasão do território iraquiano, em 2003.

Cinco soldados norte-americanos foram mortos em combate no Iraque, neste mês, uma cifra relativamente pequena se comparada aos 66 de julho do ano passado, revelam dados do site independente www.icasualties.org , que registra as baixas sofridas pelos EUA no conflito.

Segundo Bush, o general David Petraeus, comandante das forças norte-americanas no Iraque, apresentaria ainda neste ano recomendações para reduzir ainda mais o contingente militar dos EUA no Iraque, 'incluindo novas reduções em nossas forças de combate segundo permitirem as condições verificadas'.

O presidente disse que, a partir de sexta-feira, os soldados norte-americanos enviados ao Iraque ficariam menos tempo ali, 12 meses em vez dos atuais 15, e isso porque as condições melhoravam naquela zona de guerra.

'Isso diminui o fardo carregado por nossas forças', afirmou.

Pintando um cenário mais ameno para essa guerra impopular, Bush elogiou as forças iraquianas por assumirem um papel maior na defesa do país e disse que o governo do Iraque realizava avanços também no front político.

Com vistas a consolidar as melhorias registradas recentemente, dezenas de milhares de soldados e policiais iraquianos lançaram uma grande operação de segurança na terça-feira, na Província de Diyala (norte), contra a Al Qaeda, um grupo sunita.

Veja também:

Leia mais sobre Iraque

    Leia tudo sobre: iraque

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG