Bush ratifica acordo de livre-comércio com o Peru

Washington, 16 jan (EFE).- O Governo do presidente dos Estados Unidos, George W.

EFE |

Bush, declarou hoje a entrada em vigor do pacto comercial com o Peru, após se certificar de que o país cumpriu os requisitos legais previstos no acordo.

O pacto entrará em vigor em 1º de fevereiro, segundo informou o Escritório de Comércio Exterior dos Estados Unidos (USTR, em inglês).

A ratificação representa um alívio para o Governo do Peru, que tinha apressado esta semana o Parlamento para que aprovasse as mudanças legais pendentes, pois temia que a Administração do presidente eleito Barack Obama demorasse a dar o sinal verde ao acordo.

Isso porque, esta semana, alguns dos aliados de Obama expressaram insatisfação com os passos adotados pelo Peru.

Os presidentes da Comissão de Meios e Arbítrios da Câmara de Representantes, Charles Rangel, e da subcomissão de Comércio, Sander Levin, pediram na quinta-feira que Bush não se deixasse levar por "qualquer prazo artificial" e adiasse a decisão.

Segundo ele, as leis trabalhistas adotadas no ano passado afetam as medidas para impedir que os empresários usem prestadores de serviço para bloquear a formação de um sindicato.

Além disso, uma coalizão de organizações sem fins lucrativos, que inclui a principal central sindical dos Estados Unidos, a AFL-CIO, afirmou esta semana que as leis peruanas ainda não estão conformes as disposições do acordo.

Para Susan Schwab, a representante de Comércio Exterior de Bush, a implementação do tratado com o Peru é benéfica à gestão do líder, afetada pela oposição no Congresso ao Tratado de Livre-Comércio dos Estados Unidos com a Colômbia.

Os Estados Unidos possuem acordos de livre-comércio com México, Chile, América Central e República Dominicana. Também assinaram pactos com Colômbia e Panamá, mas seu futuro está pendente devido à falta de popularidade desses no Congresso americano, dominado pelos democratas, que deve ratificá-los para que entrem em vigor. EFE cma/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG