Bush quer suspender vantagens alfandegárias concedidas à Bolívia

O presidente americano, George W. Bush, deseja suspender as vantagens alfandegárias concedidas à Bolívia, culpada segundo Washington de não cooperar na luta contra o tráfico de drogas, informou a Casa Branca nesta sexta-feira.

AFP |

"Proponho retirar a Bolívia da lista dos países beneficiados com a lei de promoção do comércio com os Andes e de erradicação da droga (ATPDEA)", disse Bush em um memorando divulgado à imprensa pela Casa Branca.

Esta lei permite à Bolívia, ao Equador e à Colômbia exportar mercadorias para os Estados Unidos sem precisar pagar taxas aduaneiras, em troca de sua cooperação na luta internacional contra as drogas.

Esta proposta de emenda deve ser examinada pelo Congresso americano.

"O fracasso, demonstrável, da Bolívia em cooperar no combate ao narcotráfico nos 12 últimos meses mostra que a Bolívia não cumpre com critérios importantes para poder se beneficiar da lei ATPDEA", explicou em comunicado a representante americana para o comércio, Susan Schwab.

Em virtude desta lei, a Bolívia exporta todos os anos aos Estados Unidos mercadorias por um valor de cerca de 400 milhões de dólares.

mr/yw

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG