Bush promete aumentar tropas dos EUA no Afeganistão em 2009

Zagreb, 4 abr (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, George W.

EFE |

Bush, prometeu aumentar consideravelmente em 2009 as tropas de seu país no Afeganistão, independente de que continuem os cortes de efetivos no Iraque, afirmou hoje o secretário de Defesa americano, Robert Gates.

Segundo Gates, que falou a caminho a Omã em declarações divulgadas à imprensa que acompanha Bush em Zagreb, o presidente dos Estados Unidos anunciou este compromisso durante a cúpula da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), encerrada hoje em Bucareste, mas não deu um número preciso de soldados.

Os Estados Unidos contam com 31.000 soldados no Afeganistão. A Otan mantém uma força de 47.000 efetivos, que os países da Aliança concordam em que são poucos para fazer frente aos desafios no país, especialmente no sul, onde cresce a ameaça do movimento talibã.

Durante a cúpula, Bush pressionou os aliados para que comprometam mais reforços, e conseguiu garantias de cerca de dez países, entre eles a França, que enviará cerca de 700 militares adicionais.

Segundo Gates, ainda é cedo para dar um número preciso dos soldados que serão enviados no próximo ano, e que terá que ser uma decisão do próximo presidente dos Estados Unidos.

O secretário de Defesa afirmou que os candidatos presidenciais - os democratas Hillary Clinton e Barack Obama, e o republicano John McCain -, se forem os escolhidos, "vão querer ter êxito no Afeganistão", e por isso se mostrarão de acordo em enviar tropas.

Acrescentou que o envio acontecerá independente de que continuem os cortes de tropas previstos no Iraque, que, segundo ele, em julho, os soldados americanos diminuirão de 158.000 para 138.000. EFE mv/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG