ambições nucleares do Irã - Mundo - iG" /

Bush pedirá ao Oriente Médio que contenha as ambições nucleares do Irã

Sharm el-Sheikh (Egito), 18 mai (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, George W.

EFE |

Bush, vai pedir hoje aos países do Oriente Médio que se oponham às "ambições nucleares do Irã" e que ajudem o Governo libanês a fazer frente ao grupo xiita Hisbolá.

No discurso que fará ainda neste domingo na abertura do Fórum Econômico Mundial, em Sharm el-Sheikh, Bush acusa o Governo iraniano de promover o terrorismo.

"Todas as nações pacíficas da região têm interesse em se opor às ambições nucleares do Irã. Permitir que o principal patrocinador do terror do mundo consiga a arma mais letal seria uma traição imperdoável às gerações futuras", diz o texto.

"Em nome da paz, o mundo não deve permitir que o Irã tenha uma arma nuclear", dirá o presidente dos Estados Unidos.

Em sua atual viagem pelo Oriente Médio, Bush já pediu a aliados-chave na região, como o rei saudita, Abdullah Bin Abdelazizk, que isolem o Irã.

Em seu discurso, o governante também atacará outros inimigos "tradicionais" que os EUA têm na região.

"A Al Qaeda, o (grupo xiita libanês) Hisbolá e o (movimento islâmcio palestino) Hamas serão derrotados, já que os muçulmanos em toda a região reconhecem o vazio da visão terrorista e a injustiça de sua causa", dirá Bush.

O presidente americano também reforçará seu apoio ao Governo do primeiro-ministro libanês, Fouad Siniora, frente "aos terroristas do Hisbolá, que recentemente revelaram suas verdadeiras intenções pegando em armas contra o povo libanês".

Para Bush, está "mais claro do que nunca" que as milícias do Hisbolá são o inimigo de um Líbano livre, e "todas as nações, especialmente os moradores da região, têm interesse em ajudar o povo libanês". EFE er/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG