Bush pede que mais países reconheçam independência do Kosovo

Washington, 21 jul (EFE).- O presidente americano, George W.

EFE |

Bush, afirmou hoje que seguirá trabalhando para que os países que não tenham reconhecido a independência do Kosovo "o façam o mais rápido possível".

Bush fez esta afirmação na reunião que teve hoje na Casa Branca com o presidente e o primeiro-ministro kosovares, Fatmir Sejdiu e Hashem Thaçi, respectivamente.

No encontro, o primeiro entre Bush, Sejdiu e Thaci desde a proclamação da independência do Kosovo em 17 de fevereiro, o americano assegurou que apóia "firmemente" a autodeterminação do país balcânico.

A soberania kosovar foi reconhecida por 43 países, mas Rússia e Sérvia a consideram ilegal e exigem novas negociações para chegar a um acordo sobre seu estatuto.

"Prometi que os Estados Unidos seguirão trabalhando com aqueles países que não tenham reconhecido a independência do Kosovo para convencê-los que façam isso o mais rápido possível", disse Bush em declarações à imprensa após a reunião.

Bush, que disse se opor a um "Kosovo partido", também defendeu que a missão da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) transfira "o mais rápido possível" suas responsabilidades nesse país à União Européia (UE). EFE cai/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG