Bush pede que Índia e Paquistão cooperem sobre atentados de Mumbai

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, ligou para o primeiro-ministro indiano, Manmohan Singh, e para o presidente paquistanês, Asif Ali Zardari, para pedir aos dois países que cooperem na investigação sobre os atentados de Mumbai, informou nesta quarta-feira Gordon Johndroe, porta-voz da Casa Branca.

AFP |

"O presidente ligou para o primeiro-ministro Singh, e depois para o presidente Zardari, para exortar os dois países a cooperarem na investigação sobre os atentados de Mumbai, e na luta contra o terrorismo de um modo geral", declarou Johndroe durante uma entrevista coletiva em Crawford, no Texas (sul dos EUA), onde Bush viajou para passar as festas de fim de ano.

"Os três dirigentes concordaram sobre a necessidade de não fazer nada que possa aumentar inutilemente as tensões" atuais entre a Índia e o Paquistão, acrescentou.

As relações entre as duas potências nucleares, que travaram três guerras desde suas independências respectivas, em 1947, se deterioraram muito desde os ataques de 26 a 29 de novembro em Mumbai, que deixaram 172 mortos, entre eles nove terroristas, e foram atribuídos por Nova Delhi ao Lashkar-e-Taiba, um grupo islâmico armado paquistanês.

Nesta quarta-feira, a Índia voltou a acusar o Paquistão de "negar" as provas que mostram que os autores dos atentados são ligados ao Paquistão.

cel/yw

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG