Bush pede mais democracia no Oriente Médio

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, disse neste domingo que os líderes do Oriente Médio precisam trabalhar duro para que as pessoas da região possam ter democracia e liberdades civis.

BBC Brasil |

Bush discursou em Sharm el-Sheikh, no Egito, em um encontro promovido pelo Fórum Econômico Mundial. Antes do discurso, ele reuniu-se separadamente com o presidente do Egito, Hosni Mubarak, e com o líder palestino Mahmoud Abbas.

O presidente americano pediu em seu discurso que a região isole a Síria e impeça a suposta tentativa do Irã de obter armas nucleares.

"Esta região abriga pessoas energéticas, um espírito poderoso de empreendimento e tremendos recursos", disse Bush.

"É capaz de um futuro muito brilhante, um futuro no qual o Oriente Médio é um lugar de inovação e descoberta, dirigido por homens e mulheres livres."
'Muito o que fazer'
Bush disse que muitas vezes a política na região "consiste de um líder no poder e a oposição na cadeia" e que chegou a hora das nações "abandonarem essas práticas e tratarem seus povos com a dignidade e respeito que eles merecem".

"Democracia de verdade requer eleições competitivas nas quais os candidatos da oposição podem fazer campanha sem medo ou intimidação."
Bush também fez um pedido para que as economias se tornem mais diversificadas, competitivas e abertas.

"Há muito o que se fazer. O futuro está nas suas mãos - e liberdade e paz estão ao seu alcance", disse Bush.

No sábado, o presidente americano reiterou seu compromisso com a paz duradoura no Oriente Médio.

Após a reunião com Abbas, no sábado, Bush disse que "está absolutamente comprometido" a negociar com o palestino e com os israelenses para chegar à definição de um Estado palestino.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG