Bush oferece apoio ao presidente indiano, três americanos se feriram nos ataques

O presidente George W. Bush ligou nesta quinta-feira para o primeiro-ministro indiano Manmohan Singh para oferecer suas condolências e apoio depois dos atentados da véspera, que deixaram mais de cem mortos em Mumbai, informou a porta-voz da Casa Branca, Dana Perino, em um comunicado.

AFP |

Três americanos ficaram feridos nos ataques, indicou por sua vez o departamento de Estado.

"Bush falou na manhã de hoje (quinta-feira) por telefone com o primeiro-ministro indiano Manmohan Singh para expressar suas condolências às vítimas dos ataques terroristas em Mumbai e sua solidaridade para com o povo da Índia", disse Perino.

"O presidente ofereceu apoio e assistência ao governo da Índia em sua tarefa de restaurar a ordem, proporcionar segurança a seu povo e consolo às vítimas e suas famílias, e investigar esses fatos infames", acrescentou.

O Conselho de Segurança Nacional, que assessora o presidente americano sobre assuntos de segurança e diplomacia, se reuniu na quarta-feira com especialistas em contra-terrorismo e inteligência, além de altos funcionários do departamento de Estado e do Pentágono.

"O governo americano acompanha o desenvolvimento da situação e zela pela segurança de nossos cidadãos, mantendo-se disposto a ajudar e apoiar o governo indiano", destacou a Casa Branca.

"Há três americanos feridos", informou por sua vez Rob McInturff, porta-voz do departamento de Estado, acrescentando que, até onde se sabia, nenhum americano havia sido morto ou feito refém.

Um australiano, um britânico, um italiano, um alemão e um japonês figuram na lista de estrangeiros mortos durante os ataques aos hotéis, enquanto diversas fontes indicavam que cidadãos americanos, israelenses, canadenses e um rabino permaneciam seqüestrados.

bur/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG