Bush nega estar reduzindo exigências sobre a Coréia do Norte em tema nuclear

O presidente norte-americano George W. Bush rejeitou neste sábado as versões de que estaria reduzindo as exigências sobre a Coréia do Norte por seu programa nuclear e disse que não aceitará um acordo que vá de encontro aos interesses dessa região.

AFP |

Bush disse que apesar dos "rumores" que circulam sobre as negociações, os Estados Unidos e seus aliados ainda estavam aguardando os resultado da divulgação por parte de Pyongyang de suas atividades nucleares.

"Obviamente não vou aceitar um acordo que não (seja um) avanço para os interesses da região", disse Bush em uma entrevista coletiva à imprensa ao lado do presidente sul-coreano Lee Myung-bak, após dois dias de negociações.

"Eles fizeram algumas promessas e nós consideraremos se cumpriram ou não essas promessas", acrescentou Bush.

Autoridades norte-americanas reconheceram na quinta-feira pela primeira vez que Washington estava ajustando suas exigências sobre a Coréia do Norte, em uma tentativa de retomar os esforços para pôr fim ao programa nuclear de Pyongyang.

Estas declarações desencadearam críticas de que os Estados Unidos estariam cedendo nas negociações com o objetivo de obter um acordo antes de Bush deixar o governo em janeiro.

pmh/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG