Bush não atacará Obama na Convenção Republicana

O discurso do presidente americano, George W. Bush, na Convenção Republicana, não tratará de seu legado político, não será um adeus ao povo americano e tampouco atacará o candidato democrata, Barack Obama, garantiu a Casa Branca, nesta sexta-feira.

AFP |

"Antes de tudo, o discurso será uma reflexão sobre o papel da presidência e as qualidades exigidas para o cargo e destacará que John McCain é o mais qualificado para ser nosso próximo líder e comandante-em-chefe", declarou a porta-voz da Casa Branca, Dana Perino.

Bush deve tomar a palavra no primeiro dia da Convenção Republicana, na segunda-feira à noite, em St-Paul, no estado de Minnesota (norte), mas o furacão Gustav, que se dirige para Nova Orleans, em Louisiana (sul), pode modificar seus planos, afirmou Perino.

"Há coisas que não estarão no discurso. Não esperem que o discurso defina o legado do presidente. Essa não é a ocasião para recapitular suas realizações" em mais de sete anos no poder, insistiu a porta-voz.

"O discurso não será um adeus ao povo americano e não visará, certamente, Barack Obama", acrescentou Perino, garantindo que o presidente americano deve falar, sobretudo, "do que é mais importante para o país, do terrorismo e da guerra à economia".

"O presidente agradecerá à sua família, à sua administração e, mais importante ainda, a seus amigos, aos que o apoiaram, aos voluntários (...), a todas essas pessoas que apoiaram-no, assim como (apoiaram) a agenda republicana, ao longo dos últimos oito anos", completou.

A porta-voz declarou também que alguns ataques feitos pelos democratas, durante a convenção desta semana, em Denver (Colorado, oeste), são "completamente falsos".

ok/tt/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG