Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Bush liga para esposa de Edward Kennedy para saber sobre seu estado de saúde

Washington, 19 mai (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, George W.

EFE |

Bush, ligou hoje para a esposa de Edward Kennedy para saber sobre o estado de saúde do senador, que foi internado no sábado em um hospital após sofrer convulsões.

O líder foi informado da hospitalização de Kennedy no sábado, momentos antes de sair para um jantar com o presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, no marco de uma viagem pelo Oriente Médio.

Hoje, já em Washington, entrou em contato com Victoria, a segunda esposa de Kennedy, para saber como evolui o estado de saúde do senador e para pedir que cuide de seu amigo, informou hoje a porta-voz do presidente.

Segundo Stéphanie Cutter, Ted Kennedy passou uma noite tranqüila e atualmente está sendo submetido a outros exames para determinar a origem das convulsões.

A porta-voz explicou que não se sabe quando os médicos divulgarão informação sobre seu estado de saúde ou a causa das convulsões sofridas pelo senador democrata e patriarca do "clã" político mais famoso dos EUA.

Kennedy foi internado no começo da manhã de sábado no hospital de Cape Cod, em Massachusetts, depois de ter se sentido "indisposto" em sua residência de Hyannisport.

De lá foi levado de helicóptero para o Hospital Geral de Massachusetts, em Boston.

O senador passou o domingo assistindo a programas de esportes e filmes na televisão e recebeu visitas de sua família, indicou seu porta-voz.

A internação ocorre depois de Kennedy ter se submetido, em outubro passado, a uma operação para desbloquear uma artéria na região do pescoço.

O senador goza de boa saúde, embora em conseqüência de um acidente de avião, sofrido em 1964, precise fazer revisões periódicas das costas e da espinha dorsal.

Kennedy é o único sobrevivente de seus irmãos. O mais velho, Joseph, morreu em um acidente de avião durante a Segunda Guerra Mundial; o ex-presidente John F. Kennedy foi assassinado em 1963 e o terceiro, Robert, foi assassinado em 1968.

O mais novo dos Kennedy é membro do Senado desde 1962, quando ocupou a vaga deixada por seu irmão mais velho, John F. Kennedy, então presidente dos EUA. Atualmente preside o comitê de Saúde, Educação, Trabalho e Previdência no Senado. EFE cai/fb

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG