Bush inicia na Coréia do Sul uma visita centrada no comércio e desnuclerização

CORÉIA DO SUL - Em meio a rígidas medidas de segurança, o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, iniciou nesta terça-feira seu giro pela Ásia pela Coréia do Sul, onde realizará uma visita de dois dias centradas em um pacto de livre comércio e um desnuclearização da Coréia do Norte.

AFP |

Trata-se da primeira etapa asiática de uma viagem de uma semana que também o levará à Tailândia, antes de assistir, na sexta, à cerimônia de inauguração dos Jogos Olímpicos de Pequim.

Acompanhado de sua esposa, Laura Bush, o presidente americano aterrissou no aeroporto militar, no sul de Seul, e terá uma cerimônia de boas-vindas em seu hotel.

Na quarta, se reunirá com seu colega sul-coreano, Lee Myung-Bak, e pronunciará um discurso ante os soldados americanos na base de Yongsan, antes de partir para Tailândia.

Cerca de 24.000 policiais foram mobilizados para evitar qualquer incidente durante a visita.

Nesta terça também teve início uma vigília com velas contra a retomada das importarções de bois americanos, que, segundo os críticos, não apresenta garantias suficientes. A polícia calcula em 2.000 o número de manifestantes, mas os organizadores falam de 5.000.

Em abril passado ocorreram importantes manifestações quando o governo sul-coreano retomou as importações, colocadas sob embargo em 2003, mas os protestos cessaram desde que Seul obteve de Washington garantias contra a contaminação pela doença da Vaca Louca.

Ante esta onda de protestos, Bush adiou sua visita, inicialmente prevista para julho.

Leia mais sobre Bush na Ásia

    Leia tudo sobre: bush

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG