McCain está pronto para liderar - Mundo - iG" /

Bush garante que McCain está pronto para liderar

O presidente americano, George W. Bush, dirá aos delegados republicanos nesta terça-feira que o candidato do partido à Casa Branca, John McCain, é correto em questões como a guerra no Iraque e está pronto para liderar o país, de acordo com trechos de seu discurso entregues à imprensa.

AFP |

"A vida de John McCain o preparou para tomar essas decisões. Está pronto para liderar esta nação", dirá Bush na Convenção Nacional Republicana.

Bush também afirmará que McCain está certo em assuntos como a guerra no Iraque. McCain pensa que os Estados Unidos "estão ganhando a guerra" no Iraque, e considera a manutenção de tropas no país árabe "durante 100 anos", no modelo das bases americanas na Alemanha, Japão e Coréia do Sul.

O presidente americano deve discursar na noite desta terça-feira na convenção republicana, por meio de teleconferência. Segundo o partido, a mensagem de Bush não passará de seis minutos. A Casa Branca falou em oito minutos.

"O presidente vai dedicar a maior parte de seu discurso para convocar os militantes do partido a fazer o possível para que John McCain seja eleito presidente dos Estados Unidos", declarou a porta-voz da Casa Branca, Dana Perino.

A princípio, Bush faria seu discurso ao vivo na convenção, mas precisará viajar às pressas para a Louisiana depois da passagem do furacão Gustav pelo estado, três anos depois da devastação do Katrina - quando o presidente foi duramente criticado por sua resposta lenta para ajudar as vítimas da tragédia em Nova Orleans.

"Estamos gratos pelo fato do furacão Gustav ter sido menos devastador para Nova Orleans do que o esperado após sua passagem pelo Golfo do México", deve dizer Bush, que embarca para a Lousiana na quarta-feira.

"Agradeço aos governadores do Alabama, Louisiana, Mississippi e Texas por sua resposta eficiente e coordenação sem falhas com o governo federal. Agradeço todos os maravilhosos voluntários que se apresentaram para ajudar seus irmãos e irmãs num momento de necessidade", continua o texto do discurso.

"Vivemos em um mundo perigoso e precisamos de um presidente que entenda as lições de 11 de setembro de 2001: para proteger os EUA, precisamos permanecer na ofensiva, evitar ataques antes que eles aconteçam e não esperar pelo próximo. O homem que precisamos é John McCain", dirá Bush, que em 2000 o derrotou na disputa pela candidatura republicana à presidência.

"John é um homem independente que pensa por si. Ele não tem medo de dizer algo quando discorda de alguém. Não importa o assunto, este homem é honesto e fala diretamente com o coração".

Além disso, deve dizer o presidente, "a independência e o caráter de McCain ajudaram a mudar a História", referindo-se ao apoio do senador ao reforço de tropas para o front iraquiano, em janeiro de 2007.

"Muitos no Congresso afirmaram que isso não funcionaria. Mesmo assim, um senador acima de todos tinha fé em nossas tropas e na importância de sua missão - e este senador era John McCain".

"Alguns disseram a ele que seu apelo precoce e consistente por mais tropas seria um risco para sua campanha presidencial. Ele respondeu que preferia perder a eleição do que ver seu país perder uma guerra. Esse é o tipo de coragem e visão que precisamos para nosso próximo comandante-em-chefe", dirá Bush.

ok/tt/yw/ap/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG