O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, falou hoje por telefone durante 45 minutos com dissidentes cubanos sobre a situação em Cuba e dos presos políticos na ilha, segundo um comunicado divulgado por opositores.

Segundo a nota, Bush conversou ao meio-dia com os líderes da oposição Martha Beatriz Roque, José Luis García "Antúnez", e com Berta Soler, mulher do preso político Angel Moya e ativista das Damas de Branco, que visitaram a Seção de Interesses de Washington em Havana.

Os três deram ao presidente americano uma explicação "a título pessoal" da "situação política, econômica e social do país", assim como sobre a situação dos presos políticos.

cb/mis/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.