Wall Street ficou bêbada - Mundo - iG" /

Bush explica a crise de crédito: Wall Street ficou bêbada

Um vídeo gravado sem autorização em um evento para arrecadar fundos de campanha nos Estados Unidos revelou qual é a explicação do presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, para a crise de retração de crédito que afeta os mercados financeiros americanos: Wall Street ficou bêbada.

BBC Brasil |

    "Ficou bêbada e agora está de ressaca", disse o chefe de Estado em Houston, no Texas, na sexta-feira, de acordo com o vídeo, que veio a público depois de colocado no site YouTube.

    "A questão é: quanto tempo vai levar para ela ficar sóbria e não tentar fazer todos estes instrumentos financeiros extravagantes?", perguntou o presidente no clipe.

    Antes do comentário descontraído, Bush pedira que as câmeras do recinto fossem desligadas, mas alguém não resistiu e gravou os comentários dele na câmera de vídeo de um microfone celular.

    Comprando casa
    Seus assessores na Casa Branca tentaram justificar a explicação descontraída do presidente. "Ele disse antes que a Casa Branca está lidando com instrumentos financeiros muito complexos e que os mercados não compreendem totalmente os riscos que aqueles instrumentos apresentam para o sistema", explicou a porta-voz Dana Perino.

    Os mercados financeiros dos Estados Unidos e ao redor do mundo viveram dias de incerteza quando bancos descobriram que muitos proprietários de imóveis americanos não tinham condições de pagar as hipotecas de suas casas. As dívidas foram colocadas pelas instituições financeiras em complexos papéis vendidos nos mercados de ações.

    As revelações alimentaram um pânico nos mercados, que levou a uma queda drástica do preço de ações e a uma relutância entre bancos de emprestar dinheiro, criando uma retração de crédito.

    No vídeo Bush também fala de sua situação doméstica.

    "Eu tenho uma questão habitacional para resolver."
    Bush afirmou que está à procura de algum lugar para viver quando deixar Washington com a esposa.

    Segundo o presidente ela não quer mais morar no rancho deles em Crawford, no Texas.

    "Não em Houston, evidentemente, não em Dallas, porque a Laura (a primeira dama americana) está lá tentando comprar uma casa hoje", ele diz, provocando risos da multidão.

    "Eu gosto de Crowford. Infelizmente, depois de oito anos pedindo que ela se sacrificasse, não sou mais o encarregado de tomar as decisões."
    "Eu disse a ela: querida, já faz 14 anos que vivemos com salários pagos pelo Estado. Não exagere", concluiu Bush.

    Leia mais sobre: Crise de crédito

      Leia tudo sobre: crise imobiliária

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG