Bush exige que Mianmar aceite ajuda e aprova condecoração à líder opositora

O presidente George W. Bush exigiu que a junta militar de Mianmar permita que os Estados Unidos enviem ajuda, depois da passagem do ciclone Nargis, que deixou 22.000 mortos e 41.00 desaparecidos, e aprovou a maior condecoração do Congresso dos Estados Unidos à líder opositora birmanesa Aung San Suu Kyi.

AFP |

"Queremos fazer muito mais", disse Bush na Casa Branca em uma entrevista coletiva.

O presidente americano anunciou ainda que Suu Kyi receberá a Medalha de Ouro do Congresso.

"É um tributo adequado a uma mulher corajosa, que levanta a voz pela liberdade de todo o povo de Mianmar. É uma voz poderosa voz em contraste à junta militar no poder em Yangun", disse.

A dirigente opositora birmanesa e Prêmio Nobel da Paz Aung San Suu Kyi, que tem 62 anos, passou a maior parte dos últimos 18 anos em prisão domiciliar.

ok/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG