Bush e Obama pedem que combate à aids continue no mundo

Washington, 1 dez (EFE) - O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, e o líder eleito, Barack Obama, pediram hoje que continue o combate à aids, ao lembrar o Dia Mundial de Luta contra a doença.

EFE |

Em comparecimento na Casa Branca, Bush afirmou hoje que sua iniciativa para combater o problema na África, lançada em 2003, alcançou seu objetivo dar tratamento a dois milhões de pessoas em cinco anos.

O presidente afirmou que a iniciativa, conhecida como PEPFAR, fornece "esperança e cura" a pessoas no mundo todo.

Bush deve participar hoje no fórum civil Saddleback sobre Saúde, organizado pelo pastor Rick Warren em Washington.

Por sua parte, o presidente eleito, Barack Obama, também discursou no fórum com uma declaração gravada, emitida por videoconferência e na qual elogiou a iniciativa de Bush na África.

"Presto homenagem ao presidente Bush por sua liderança na elaboração de um plano para lutar contra a aids na África e por respaldá-lo com fundos dedicados a salvar vidas e impedir que esta doença se estenda", afirmou.

"Minha Administração continuará este trabalho imprescindível para combater a crise no mundo todo", declarou o presidente eleito, que assumirá o poder em 20 de janeiro.

O presidente eleito também lembrou que o problema deve ser combatido nos Estados Unidos "com uma estratégia firme que combine a educação, a prevenção e o tratamento" e que se centre nas comunidades de maior risco. EFE mv/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG