Bush e Merkel reivindicam libertação de presos políticos em Cuba

Roma, 11 jun (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, George W.

EFE |

Bush, e a chanceler alemã, Angela Merkel, reivindicaram hoje em Berlim a libertação dos presos políticos em Cuba de forma incondicional, informou a Casa Branca.

A bordo do Air Force One, o avião presidencial americano, que levava Bush a Roma na etapa seguinte de sua viagem pela Europa, a assessora para Assuntos Regionais da Casa Branca, Judy Ansley, afirmou que o líder dos EUA e Merkel "falaram sobre a importância de o Governo cubano colocar (presos políticos) em liberdade de modo incondicional".

Essa libertação, acrescentou Ansley, servirá de prova para demonstrar "se o regime de Raúl Castro está disposto a avançar, como disseram, na questão dos direitos humanos para o povo de Cuba".

Na reunião de hoje, Bush e Merkel falaram também sobre o programa nuclear iraniano, o Afeganistão, mudança climática e a necessidade de uma solução para a Rodada de Doha, sobre a liberalização do comércio mundial. EFE mv/fr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG