longa e dolorosa recessão - Mundo - iG" /

Bush diz que, sem pacote, EUA enfrentarão longa e dolorosa recessão

Washington, 24 set (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, George W.

EFE |

Bush, disse hoje que o país corre o risco de enfrentar uma "longa e dolorosa recessão" devido à "grave crise financeira" atual, que obrigou o Governo a intervir na economia com um substancioso pacote de medidas.

Em um discurso à nação, pronunciado esta noite na Casa Branca, o presidente tentou convencer o povo americano a apoiar o plano de resgate que seu Governo propôs ao Congresso, de mais de US$ 700 bilhões.

"Estamos no meio de uma grave crise financeira e o Governo está respondendo com ações contundentes", disse Bush, que destacou que os mercados não estão "funcionando de modo apropriado" e que se perdeu a confiança neles.

O chefe de Estado frisou que os principais setores da economia "estão em risco" e mais bancos podem falir se o Congresso não aprovar as medidas do Governo, que permitirá o Tesouro americano comprar a dívida podre das entidades financeiras.

Caso o pacote não ganhe o sinal verde dos legisladores, os "Estados Unidos entrarão em recessão", afirmou Bush.

"Não podemos deixar que isso suceda", acrescentou, para, em seguida, apelar ao Congresso para que aprove o plano de resgate com urgência.

O presidente dos EUA também disse entender "a preocupação e a frustração" dos americanos, e afirmou que se viu obrigado a intervir para "evitar o pânico financeiro" e a "recessão".

Bush se dirigiu ao país imediatamente após convidar os líderes do Congresso e os candidatos à Casa Branca John McCain e Barack Obama para uma reunião nesta quinta-feira, na qual as partes tentarão chegar a um compromisso conjunto sobre o pacote do Governo.

"Sem uma ação imediata por parte do Congresso, os Estados Unidos poderiam cair em uma situação de pânico financeiro, que seria seguida" por outra de caráter "sufocante".

"Não devemos permitir que isto aconteça", reiterou, pedindo que todos ajam "o mais rápido possível". EFE pgp/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG