Bush diz que morte de Bin Laden é uma "vitória"

Presidente do EUA quando aconteceram os atentados de 11 de setembro, Bush diz que felicitou Obama

EFE |

O ex-presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, declarou nesta segunda-feira que a morte de Osama bin Laden é uma "vitória para os Estados Unidos" e que o país enviou uma mensagem clara de que "não importa quanto tempo leve, a justiça será feita".

Bush, que era presidente dos EUA quando aconteceram os ataques terroristas de 11 de setembro, e que em suas memórias declarou que um de seus maiores pesares foi o de não ter sido capaz de capturar Bin Laden, "vivo ou morto" - emitiu através de sua página no Facebook logo após saber da notícia, um comunicado no qual disse que o presidente Barack Obama o informou sobre a operação.

"Esta noite, o presidente Obama me telefonou para me informar que as forças americanas mataram Osama bin Laden, o líder da Al-Qaeda que atacou os Estados Unidos em 11 de setembro de 2001", disse Bush. "Eu o felicitei assim como aos homens e mulheres de nossas forças militares e das comunidades de inteligência que dedicaram suas vidas a esta missão. Eles merecem nossa gratidão eterna", declarou.

"Esta conquista transcendental marca uma vitória para os Estados Unidos, para o povo que quer a paz no mundo e para todos aqueles que perderam entres queridos em 11 de setembro de 2001", acrescentou Bush. "A luta contra o terrorismo continua, mas esta noite, os Estados Unidos enviaram uma mensagem inconfundível: não importa quanto tempo leve, a justiça será feita", termina a declaração de Bush.

    Leia tudo sobre: EUAterrorismoBin Laden

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG