Bush diz que Irlanda do Norte virou bom campo para investimentos estrangeiros

Belfast (R.Unido), 16 jun (EFE).

EFE |

- O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, afirmou hoje em Belfast que o sucesso do processo de paz na Irlanda do Norte transformou a região em um exemplo para países envolvidos em conflitos e em um bom campo para investimentos estrangeiros.

"Este é um bom lugar para investir. Em último caso, o investimento ajudará a Irlanda do Norte a alcançar todo seu potencial", disse Bush após se encontrar no Castelo de Stormont, sede da assembléia norte-irlandesa, com o primeiro-ministro norte-irlandês Peter Robinson, e seu adjunto, Martin McGuinness.

O presidente americano disse estar impressionado com os progresso alcançado nos últimos dez anos de processo de paz, que culminou em maio de 2007 com a formação de um Governo autônomo de poder compartilhado entre católicos e protestantes.

"A Irlanda do Norte é uma história com final feliz. Ainda há trabalho a ser feito, mas os progressos alcançados eram inimagináveis há dez anos", comentou Bush, que felicitou ainda os líderes políticos norte-irlandeses por seus esforços para reconciliar uma população muito dividida por mais de três décadas de conflito.

Sobre o assunto, Robinson agradeceu o trabalho de mediação feito pelos EUA durante as muitas conversas de paz que marcaram o longo processo norte-irlandês.

O primeiro-ministro Robinson, que substituiu o reverendo Ian Paisley no cargo no início do mês, também destacou o apoio de Bush à realização de uma conferência especial sobre investimentos americanos no mês passado, em Belfast.

"A Irlanda do Norte está aberta para os negócios", disse Robinson Os três políticos se reuniram depois no Castelo de Stormont com os primeiros-ministros da República da Irlanda e do Reino Unido, Brian Cowen e Gordon Brown, respectivamente, assim como com vários membros do Executivo norte-irlandês.

Bush também abriu espaço em sua agenda para uma reunião com Ian Paisley, com quem, segundo a imprensa norte-irlandesa, desenvolveu uma relação de amizade desde a visita do reverendo a Washington no ano passado.

A chegada do presidente americano gerou protestos de grupos pacifistas opostos à política internacional do Governo dos EUA.

Segundo fontes policiais, centenas de pessoas protestaram hoje diante da Prefeitura de Belfast.

Apesar das fortes medidas de segurança adotadas em toda a cidade, um dos ativistas chegou a subir no telhado do Consistório para estender uma bandeira iraquiana, acrescentaram as fontes.

A visita a Belfast é a última de Bush em uma viagem pela Europa que também o levou a Eslovênia, Alemanha, Itália e França.

Bush esteve hoje também em Londres, onde conversou com o primeiro-ministro do Reino Unido sobre as estratégias de atuação no Irã e no Iraque, além de abordar outros assuntos de âmbito internacional. EFE ja/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG