Bush diz que decisão de ir à Guerra do Iraque foi correta

Berlim, 11 jun (EFE).- A decisão de ir à Guerra do Iraque foi a correta, afirmou hoje o presidente dos Estados Unidos, George W.

EFE |

Bush, depois que, em entrevista ao jornal "The Times", admitiu que às vezes usou o tom errado para explicar as razões da invasão.

Em entrevista coletiva com a chanceler alemã, Angela Merkel, com quem se reuniu hoje em Meseberg, a cerca de 60 quilômetros de Berlim, o presidente americano disse que não lamenta sua decisão de ir à guerra.

"A derrubada de Saddam Hussein foi algo bom", acrescentou o presidente, que, no entanto, tinha expressado seu arrependimento por ter usado expressões como "vivos ou mortos" em suas explicações para justificar a guerra.

Em entrevista publicada hoje pelo "Times", Bush admite que algumas frases utilizadas na época, como "pegá-los mortos ou vivos" fizeram muitos pensarem que "não era um homem de paz".

O político republicano diz que foi para ele muito doloroso colocar jovens americanos "em perigo", os enviando à frente, e acrescenta que tentou se reunir "com todas as famílias que pôde", pois se sente obrigado a "consolá-las" e "garantir que essas vidas não foram perdidas em vão".

Em relação ao Iraque, afirma que não foi dito o suficiente que "tentou-se explorar uma via diplomática" de resolver o conflito, motivo pelo qual, afirma, "recorremos ao Conselho de Segurança das Nações Unidas".

Além disso, em entrevista coletiva com Merkel, Bush disse que os EUA não buscam bases permanentes no Iraque, mas um acordo com as autoridades iraquianas para estabelecer uma presença militar e diplomática dos EUA no país árabe após terminar o mandato da ONU, no final deste ano.

"Acho que acabaremos com um acordo estratégico no Iraque", disse o presidente americano, sem mencionar datas.

O presidente americano partirá ainda hoje a Roma, a etapa seguinte de uma viagem pela Europa, a última de seu mandato, que já o levou à Eslovênia e que continuará na França e no Reino Unido. EFE mv/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG