Bush diz que aumento da produção de petróleo não vai diminuir preços

Sharm el-Sheikh (Egito), 17 mai (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, George W.

EFE |

Bush, disse hoje no Egito que o aumento da produção de petróleo por parte da Arábia Saudita não é suficiente para baixar os preços, e quer buscar novas reservas em seu país.

Depois de se reunir com o presidente afegão, Hamid Karzai, na cidade litorânea egípcia de Sharm el-Sheik, Bush disse à imprensa que o aumento da produção de petróleo na Arábia Saudita em 300 mil barris por dia "não é suficiente".

"Nosso problema nos EUA será resolvido se apostarmos de forma exaustiva na prospecção de novas reservas nacionais, na capacidade de refinar, na promoção da energia nuclear, e se continuarmos nossa estratégia para o desenvolvimento de energias alternativas", acrescentou.

Bush minimizou desta forma a recusa do rei saudita, Abdullah bin Abdulaziz, em aumentar a produção de petróleo para frear a alta dos preços.

O presidente americano chegou esta manhã a Sharm el-Sheikh, na Península do Sinai, na última escala de sua viagem pelo Oriente Médio.

Bush se reuniu com o presidente egípcio, Hosni Mubarak, com Karzai, e deve fazer o mesmo, esta tarde, com o líder da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas.

Bush explicou à imprensa que vai transmitir ao líder da ANP seu apoio ao processo de paz com Israel, o que será destacado em seu discurso de abertura do Fórum Econômico Mundial, amanhã.

"Deixarei claro que podemos conseguir um estado (palestino) definido antes do fim do meu mandato (em janeiro do ano que vem), e que trabalharemos com esse objetivo", apontou Bush.

A imprensa egípcia atacou duramente o chefe de Estado americano por não ter se referido ao processo de paz em sua recente visita a Israel, onde, em discurso na Knesset (Parlamento), disse que os EUA são os "amigos mais próximos" do Estado judeu.

A porta-voz da Casa Branca, Dana Perino, explicou que o presidente centrou seu discurso na relação dos EUA com Israel, já que este país celebrava o 60º aniversário de sua criação.

Ela acrescentou que Bush pedirá amanhã aos países árabes um maior envolvimento "não só com palavras" em sua ajuda à ANP. EFE er/rb/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG