Bush defende liberdade de expressão e religiosa em Pequim

Pequim - O presidente dos Estados Unidos, George Bush, defendeu hoje a liberdade de expressão e religiosa em Pequim, faltando poucas horas para o início da cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos.

EFE |

Em discurso na inauguração da nova Embaixada dos EUA na China, o governante assinalou que Pequim e Washington devem continuar conversando, e que "todos devem ter liberdade de dizer o que pensam e de rezar como quiserem".

"As sociedades onde se permite a liberdade de expressão de idéias tendem a ser as mais prósperas e pacíficas", acrescentou Bush, em clara alusão ao Governo chinês, criticado por grupos pró-direitos humanos devido à perseguição a dissidentes e ao ferrenho controle estatal das religiões.

No entanto, Bush se mostrou em seu discurso menos crítico do que nesta quarta-feira em Bangcoc (Tailândia), onde manifestou sua "profunda preocupação" com a situação dos direitos humanos na China.

O presidente americano assinalou hoje em sua primeira atividade oficial em Pequim que China e EUA "construíram uma forte relação", e elogiou o país asiático por "ter aberto sua economia e liberado o espírito empreendedor de seu povo".

"Os EUA vão continuar apoiando a China em seu caminho rumo a uma economia livre", destacou em seu discurso, no qual lembrou a cooperação de Washington e Pequim em assuntos como a desnuclearização da Coréia do Norte e pesquisas de saúde.

Bush chegou nesta quinta-feira à noite a Pequim para assistir hoje à cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos, um ato que reúne líderes de 80 países de todo o mundo.

O governante destacou em seu discurso na Embaixada que estava "honrado" de ter a oportunidade de assistir aos Jogos de Pequim e de conhecer alguns atletas.

Sua decisão de comparecer à cerimônia de abertura foi criticada por alguns grupos pró-direitos humanos.

Bush assistirá no domingo à partida de basquete entre China e Estados Unidos, uma das que mais gera expectativa entre os torcedores chineses.

Leia mais sobre: Bush

    Leia tudo sobre: bush

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG