verificação firme - Mundo - iG" /

Bush: Declaração nuclear norte-coreana requer verificação firme

Toyako (Japão), 6 jul (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, George W.

EFE |

Bush, afirmou hoje que a recente declaração nuclear da Coréia do Norte é um "passo positivo" para a desnuclearização, mas requer "uma verificação firme", e são necessárias mais medidas.

Bush fez esta afirmação em entrevista coletiva junto com o primeiro-ministro japonês, Yasuo Fukuda, com quem se reuniu hoje por uma hora após chegar à ilha japonesa de Hokkaido, para participar da cúpula anual do Grupo dos Oito (G8, os sete países mais desenvolvidos e a Rússia), que começa amanhã.

Os dois discutiram, entre outros assuntos, os próximos passos no processo de desnuclearização da Coréia do Norte, que, segundo os EUA, passa por "um ponto de inflexão", depois que o regime de Pyongyang entregou sua esperada declaração das atividades atômicas.

Na entrevista coletiva, o presidente dos Estados Unidos disse que Pyongyang "entregou sua declaração e derrubou a torre de refrigeração de seu reator nuclear em Yongbyon".

"Tudo isso são passos positivos, mas são necessários ainda mais passos", disse Bush.

As conversas multilaterais sobre a desnuclearização, estagnadas à espera de que Pyongyang entregasse sua declaração, poderiam ser retomadas a partir de 11 de julho, em Pequim, afirmou hoje um alto funcionário americano.

O grupo de negociação é formado por EUA, Japão, China, Rússia e as duas Coréias.

Entre alguns dos pontos pendentes no processo, está como verificar a relação sobre as atividades nucleares oferecida pela Coréia do Norte e como comprovar que foi retirado todo o combustível do reator de Yongbyon, cuja torre de refrigeração o regime de Kim Jong-il destruiu na semana passada.

Bush e Fukuda abordaram também o assunto dos cidadãos japoneses seqüestrados pela Coréia do Norte nos anos 70 para servirem de "professores" sobre os costumes e a língua japonesa.

O Japão teme que sejam feitas muitas concessões à Coréia do Norte e a questão dos reféns fique de lado.

Bush, que depois da declaração nuclear norte-coreana anunciou a suspensão de algumas sanções comerciais e a saída de Pyongyang da lista de países patrocinadores do terrorismo, afirmou que continuarão os esforços para esclarecer o paradeiro desses cidadãos.

"Estou consciente que este é um tema delicado no país, e assegurei ao primeiro-ministro que o assunto não ficará de lado", afirmou o presidente dos Estados Unidos.

Fukuda insistiu em que o assunto dos seqüestrados deve ser resolvido "em paralelo à nova fase das negociações sobre o programa nuclear norte-coreano".

Os dois líderes abordaram também assuntos como a mudança climática, um dos principais temas da cúpula do G8. O Japão quer conseguir um acordo para a redução de emissões de gases do efeito estufa, mas os EUA exigem a inclusão das grandes economias emergentes.

"Estamos trabalhando para ver se podemos conseguir uma declaração positiva" sobre a mudança climática na cúpula, disse o presidente americano.

Após a reunião, os dois líderes participarão esta noite de um jantar de caráter social junto com as respectivas esposas.

O presidente americano completa hoje 62 anos, e os anfitriões japoneses prepararam, devido à ocasião, uma hospedagem especial. EFE mv/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG