Bush declara Texas área federal de desastre

O presidente americano George W. Bush declarou oficialmente o Texas como uma área federal de desastre, liberando milhões de dólares em ajuda do governo para as vítimas do furacão Ike.

BBC Brasil |

O furacão chegou ao Estado do Texas, nos Estados Unidos, com ventos de 175 quilômetros por hora, inundando a região costeira, arrancando o telhado das casas e deixando milhões de pessoas sem eletricidade.

Equipes de resgate na cidade de Galveston, que fica na região costeira e por onde o Ike entrou no Estado americano, estão verificando a situação de milhares de pessoas que permaneceram no local apesar das ordens de evacuação.

O furacão Ike foi rebaixado para categoria de tempestade tropical e também danificou a cidade de Houston, a quarta maior dos Estados Unidos.


Diversas casas ficam alagadas em Galveston, no Texas

Falando em Washington, Bush afirmou que o Ike é uma "enorme tempestade que está causando muitos danos. Não apenas no Texas, mas em partes da Louisiana".

"A tempestade ainda não passou. Sei que muitas pessoas temem por suas vidas. Algumas pessoas não deixaram suas casas quando receberam os pedidos (de evacuação da área)."

"Recebi informações sobre as equipes de resgate lá. Eles estão prontos para agir assim que as condições permitirem", afirmou o presidente.

Estima-se que mais de 3,5 milhões de pessoas tenham ficado sem energia no Texas. Mais de um milhão abandonaram a costa do Estado, mas 23 mil residentes ignoraram as recomendações de evacuação.

Refinarias

Um correspondente da BBC em Houston descreveu como os ventos fortes causados pelo Ike arrancaram vidros de muitos dos prédios da cidade.

A produção foi suspensa em 14 refinarias de petróleo e 28 usinas de processamento de gás natural que estão no caminho previsto para a passagem do Ike.

O secretário para Segurança Interna dos EUA, Michael Chertoff, afirmou que recebeu informações a respeito de algumas mortes causadas pelo Ike, mas ainda não tinha confirmação.

"Haverá muita chuva e a chuva vai continuar causando problemas de inundações", disse ele em Washington. "O impacto... não foi tão ruim como as piores expectativas, mas ainda é considerável."

Mortes

Em sua passagem pelo Caribe, o furacão Ike causou a morte de 70 pessoas - 66 só no Haiti, e o restante em Cuba.

A Organização das Nações Unidas (ONU) calcula que o custo da reparação dos danos fique entre US$ 3 bilhões e US$ 4 bilhões.

O Haiti sofreu quatro tempestades tropicais em apenas três semanas, deixando um total de 550 mortos.

A ONU apelou por mais de US$ 100 milhões para ajudar o povo haitiano. O coordenador de ajuda de emergência da ONU, John Holmes, disse que cerca de 10% da população haitiana necessita de ajuda, e muitas pessoas não possuem nem alimentos e nem abrigo.

Leia mais sobre: Furacão Ike

    Leia tudo sobre: ike

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG