Bush chega a Pequim para acompanhar Olimpíada

PEQUIM - O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, chegou na noite desta quinta-feira (horário local) a Pequim. Bush visita a China para acompanhar a abertura dos Jogos Olímpicos.

Redação com agências internacionais |

Bush chegou acompanhado de sua mulher, Laura Bush, e será o primeiro presidente norte-americano a acompanhar a abertura de uma Olimpíada em solo estrangeiro.


Bush chegou acompanhado de sua mulher, Laura Bush/ AFP

Nesta quinta-feira, poucas horas antes de partir de Bancoc, na Tailândia, para Pequim, onde verá a abertura dos Jogos, o presidente americano manifestou sua " profunda preocupação com a liberdade reliosa e os direitos humanos na China".

A China rebateu e expressou sua " enérgica oposição " a qualquer intervenção em seus assuntos internos depois do discurso do presidente George W. Bush sobre as liberdades na China.

"Nós nos opomos energicamente a qualquer declaração ou ação que interfira nos assuntos internos em nome dos direitos humanos ou da religião", declarou o porta-voz do ministério das Relações Exteriores, Qin Gang, no site da chancelaria.

Pressões e críticas

Com a participação de Bush na Olimpíada gerando críticas e debates, a Casa Branca buscou equilibrar a demonstração de apoio aos defensores de maiores liberdades políticas e pessoais na China e o cultivo de uma cooperação com o governo chinês em diversas questões de negócios e segurança.

Bush enfrenta pressões do Congresso e de grupos internacionais para falar mais duramente ou arriscar ser visto como fornecedor de credibilidade e respeito a um governo que restringe a liberdade que  ele comumente exalta. No entanto, a Casa Branca optou por não fazer isso em Pequim, seja através de um discurso similar, de encontros com dissidentes ou outros que enfrentam perseguição política.

Leia mais sobre Bush

* Com AFP, AP e EFE

    Leia tudo sobre: busholimpíada

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG