Kiev, 1 abr (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, foi recebido hoje em Kiev pelo governante ucraniano, Viktor Yushchenko, em uma visita que ocorre pouco antes do início da Cúpula da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), que começa amanhã em Bucareste.

Bush e a primeira-dama americana, Laura, foram recebidos por Yushchenko e sua esposa, Katerina, às portas do prédio do Secretariado Presidencial.

Em seguida, os dois governantes iniciaram uma reunião a portas fechadas, na qual Bush expressará seu apoio às reformas democráticas empreendidas na república ex-soviética e prometerá pressionar a favor da entrada da Ucrânia na Otan.

Bush, que mais tarde oferecerá uma entrevista coletiva e se reunirá com a primeira-ministra, Yulia Timoshenko, deve viajar hoje mesmo a Bucareste para participar da cúpula da Aliança.

O presidente americano quer advogar a favor do oferecimento à Ucrânia e à Geórgia de um "plano de ação" que abra o caminho para uma futura integração dos dois países na Aliança.

A iniciativa conta com a oposição de vários países-membros, preocupados com as divisões internas de ambas as repúblicas, e a pressão de Moscou, que é contra a adesão de Kiev e Tbilisi à Aliança.

Centenas de pessoas protestaram na segunda-feira no centro de Kiev contra a Otan e a presença de Bush no país.

Mais de cinco mil soldados das forças de segurança ucranianas e agentes do Serviço Secreto americano se encontram hoje desdobrados em Kiev, no maior dispositivo visto na capital ucraniana nas últimas décadas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.