O presidente dos Estados Unidos, George W.Bush, pediu desculpas pelos tiros dados por um soldado americano contra um exemplar do Alcorão, informou nesta terça-feira o governo iraquiano.

Em uma declaração, o primeiro-ministro iraquiano, Nouri Maliki, afirmou que Bush teria pedido desculpas em nome dos EUA e prometido levar o atirador acusado à Justiça.

O soldado, que não foi identificado, retornou aos Estados Unidos depois de o livro sagrado ter sido encontrado com furos de balas após um tiroteio com a polícia iraquiana. De acordo com o Exército americano, ele teria sido removido da unidade em que servia e iria sofrer penalidades disciplinares.

A Casa Branca não comentou o suposto pedido de desculpas do presidente Bush.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.