Bush aparece sorridente e à vontade em retrato oficial

Washington, 19 dez (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, deixa a Casa Branca em um momento em que o país atravessa uma forte crise econômica e tem duas frentes de batalha em aberto no Oriente Médio, mas em seu retrato para a Galeria Nacional do Retrato, em Washington, ele aparece relaxado e com um grande sorriso.

EFE |

Bush apresentou hoje esse retrato, pintado por seu colega na Universidade de Yale Robert Anderson e que ficará pendurado, assim como o da primeira-dama Laura Bush, junto com os quadros dos outros presidentes do país.

O próprio presidente tinha pedido a Anderson que lhe pintasse fora de um contexto formal. O presidente disse que "precisava encontrar uma pessoa que fizesse o retrato e que fosse um amigo bom e indulgente". A pessoa no retrato, acrescentou, "se parece comigo, o que é um bom sinal".

Reuters

George W, Bush e Laura Bush em evento na Galeria de Retratos de Washington



Já a imagem da primeira-dama é obra do pintor Aleksnder Titovets, de origem russa mas que atualmente vive em El Paso, no Texas.

No quadro, Laura Bush, bibliotecária de profissão e uma grande amante da leitura, mostra um livro em suas mãos, enquanto por uma janela é possível ver as linhas do Old Executive Building, um anexo da Casa Branca.

A Galeria Nacional do Retrato é a única instituição que abriga quadros de todos os presidentes dos Estados Unidos, incluindo George Washington.

"Isso quer dizer que esta coleção tem agora uma simetria interessante. Começa com um George W e termina com outro George W", brincou Bush ao apresentar o retrato.

    Leia tudo sobre: bush

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG