Bush afirma que guerra contra terrorismo prosseguirá após sua saída

A guerra contra o terrorismo continuará por um longo tempo após minha presidência, declarou nesta quarta-feira o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, durante um discurso sobre segurança interna em Carlisle (Pensilvânia).

AFP |

"Como a luta contra o comunismo durante a guerra fria, a luta contra o terrorismo será o conflito de uma geração (...) e prosseguirá por um longo tempo após minha presidência".

Para enfrentar este desafio, Bush afirmou que sua administração "deixa instituições e os meios de que nosso país necessita para tomar a dianteira da longa luta que se anuncia".

No dia 20 de janeiro, Bush entregará a presidência a Barack Obama.

Fazendo um balanço sobre sua atuação contra o terrorismo desde os atentados de 11 de setembro de 2001, Bush destacou os sucessos obtidos afirmando que "no mundo inteiro expulsamos os terroristas de seus refúgios e sufocamos suas fontes de financiamento".

"Juntos, com nossos aliados, matamos e capturamos centenas de quadros e de elementos operacionais da Al-Qaeda, incluindo o arquiteto do 11 de Setembro, Khaled Sheikh Mohammed".

Bush justificou novamente a invasão do Iraque, liderada pelos americanos em 2003: "após o 11 de setembro, examinamos novamente o perigo representado pelo Iraque (...) um país que combinava apoio ao terrorismo, desenvolvimento e utilização de armas de destruição em massa e agressões contra os vizinhos".

emp/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG