Hanna e Ike - Mundo - iG" /

Bush afirma que Estados Unidos estão preparados para Hanna e Ike

Washington, 6 set (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, George W.

EFE |

Bush, afirmou hoje que o país está preparado para a chegada da tempestade "Hanna" e do furacão "Ike", que ameaçam a costa sudeste do país, após a passagem do furacão "Gustav".

Em seu discurso semanal, o presidente Bush ressaltou a "boa coordenação" entre os estados do sudeste do país e o Governo federal para enfrentar a passagem do "Gustav", e disse que esta experiência servirá para enfrentar outras tempestades que vierem.

"A população do Alabama, Louisiana, Mississipi e Texas esteve bem preparada para receber o furacão 'Gustav'", que chegou à costa do Golfo do México três anos depois de o "Katrina" devastar a região.

O líder, criticado pela lenta resposta de sua Administração durante o "Katrina", disse que "a coordenação entre os estados e o Governo federal foi muito boa" desta vez e, enquanto isso, "estivemos nos preparando para a chegada de tempestades como 'Hanna', 'Ike' e outras que possam vir".

O presidente ressaltou que o Governo concentra agora seus esforços a dar assistência aos deslocados, reforçar as infra-estruturas atingidas e restabelecer a energia elétrica na zona, já que, em sua passagem, "Gustav" deixou sem luz cerca de 750.000 usuários.

O Governo, ressaltou, "continuará oferecendo ajuda aos atingidos pelas inclemências meteorológicas durante esta temporada de furacões", que vai de 1º de junho até 30 de novembro.

Bush pediu também que o Congresso, de maioria democrata, que na volta das férias de verão (hemisfério norte) tome medidas para atenuar os altos preços da gasolina e aprove os acordos de livre-comércio com a Colômbia e a Coréia do Sul, que ficaram pendentes.

"A razão fundamental pelos altos preços da gasolina é que a oferta do petróleo não está a par com a demanda", disse Bush, por isso considerou que, "ao aumentar a oferta através do uso de nossos recursos domésticos, podemos começar a reduzir a pressão sobre os preços".

Também apostou no uso de energias alternativas como a eólica e solar, assim como da energia nuclear, como fontes de energia limpa.

Bush disse ao Congresso que "esta é sua última oportunidade de agir antes das eleições de novembro". EFE elv/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG