Bush admite dificuldades no Afeganistão e diz que EUA estão revendo tropas

Washington, 2 jul (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, George W.

EFE |

Bush, admitiu hoje que junho foi um "mês difícil" para seu país, já que foi registrado o maior número de mortes entre as tropas americanas e de seus aliados desde 2001.

"Foi um mês difícil no Afeganistão, mas também foi um mês difícil para o Talibã", disse Bush à imprensa na Casa Branca.

O presidente disse que os Estados Unidos "constantemente revisam o nível de tropas", mas não anunciou o envio de reforços, que, por enquanto, está previsto que cheguem ao Afeganistão em 2009.

Em junho, 46 soldados americanos e da Otan morreram no Afeganistão, frente às 31 baixas registradas no Iraque. EFE cma/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG