Bulgária diz não poder receber gás ofertado por Kiev

SOFIA (Reuters) - Por razões técnicas, a Bulgária não pode receber o gás natural oferecido pela Ucrânia para ajudar os búlgaros a enfrentar o corte do fornecimento russo. A informação foi dada neste domingo por autoridades búlgaras. O presidente da Ucrânia, Viktor Yushchenko, afirmou ao seu colega da Bulgária, Georgi Parvanov, no sábado, que Kiev queria enviar das suas reservas até 2,5 milhões de metros cúbicos de gás por dia. A Bulgária é um dos países que mais sofre com a disputa entre russos e ucranianos sobre o preço do petróleo. A desavença levou a cortes no fluxo de gás russo para a Europa.

Reuters |

Porém, a estatal de gás búlgara e o ministro da Economia do país afirmaram neste domingo que não há pressão suficiente nos dutos para levar o gás oferecido a Bulgária pelos ucranianos.

"É melhor esperar pela retomada do fornecimento russo," afirmou o ministro da Economia e da Energia, Petar Dimitrov.

(Por Anna Mudeva)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG