A Comissão Europeia defendeu nesta quarta-feira a substituição do termo gripe suína porque se trata de um vírus humano e não de uma doença animal, e sugeriu que o nome seja trocado para novo vírus da gripe.

Bruxelas sugere essa mudança para evitar mal-entendidos e o prejuízo da indústria animal, segundo o porta-voz da comissária europeia da Saúde, sem confirmar se a Organização Mundial da Saúde havia aprovado a troca do termo.

Vários países, principalmente os asiáticos, decidiram suspender a importação de porcos procedentes do México e de alguns Estados dos Estados Unidos, os mais afetados pelo vírus H1N1.

No entanto, o porco não estaria por trás da epidemia que se originou no México, segundo os exames realizados até agora, segundo a OMS.

app/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.